Av. Santo Amaro, 5702  Tel.: 11 5180-2222
Av. Interlagos, 1989  Tel.: 11 5633 8100
ACADEMIA DA 3ª IDADE
A Clínica Ortopédica Brooklin coloca à sua disposição, mais de 30 anos de experiência e um quadro clínico altamente especializado nas diversas áreas da Ortopedia e Reabilitação.O bom atendimento começa pela nossas amplas e confortáveis recepções. • Ótimas instalações • Amplo estacionamento • Convênio com as principais entidades • Fisioterapia e Ortopedia integrados no mesmo espaço • Atendimento com especialistas • Todos os médicos são recertificados junto a S.B.O.T. • Constante atualização científica de seus membros. Nossos clientes estão sempre em primeiro lugar!
convênios
ortopedia
reabilitação
Clique nos pontos e saiba mais sobre os principais problemas ortopédicos
equipe
unidades
contato
Dr. Mauro Caravaggi Resp. Técnico Médico  CRM 25.720
no potoshop criei uma action com a sequencia para escurer o esqueleto para azul marinho
links
clínica
FISIOTERAPIA
HIDROTERAPIA
Site desenvolvido por:
PILATES
• CET • CETESB • Economus • Gama • Garantia de Saúde • GEAP • Golden Cross • Hospital Adventista • Infraero • Intermédica • Life Empresarial • Mapfre • Medial • Medisanitas • Mediservice • Metrus • Nipomed • Notre Dame • Omint • Petrobras
• Plan-Assiste • Porto Saúde (Itaú) • Postal Saúde • Prevent Senior • PROASA • S.P Transportes • Sabesprev • Santamália • Saúde Bradesco • Saúde Caixa • SERPRO • Sind. Securit. • Sindipetro • Skill • Unafisco • Unimed FESP • Unimed Paulistana • Unimed Seguros • Usisaúde • Vale Pasa • Yasuda Maritima
• AAFB - Simed • ABET • Abmed • Afpesp • Afresp • Allianz • Ambep • Ameplan • Amico • Amil • APCEF • Banco Central • Brasil Assistência • CAASP • CABESP • Care Plus • Cassi • Central Nacional   Unimed • CESP
Confira abaixo a listagem completa de convênios. ATENÇÃO: Consulte a abrangência de seu plano.
quando colocar a imagem final do esqueleto colocar como png p nao cobri a perna do p de ortopedia
OMBRO E COTOVELO
MÃO
Ombro e CotoveloA articulação do ombro faz parte de um conjunto de ossos, articulações, ligamentos e músculos que compõem a cintura escapular. A maioria dos atletas que sofrem lesões no ombro é a dos praticantes de esportes que utilizam muito o membro superior como o vôlei, tênis, baseball, natação, etc... Essas lesões devem-se à realização de movimentos repetidos que exigem muita explosão muscular e em conseqüência disto, ocorrem processos inflamatórios, tendinites, capsulites, bursites e eventualmente rupturas dos tendões do manguito rotador. O cotovelo é a articulação do membro superior responsável por levar a mão na boca. Os movimentos realizados pela articulação do cotovelo são flexão e extensão e as patologias mais freqüentes são epicondilite lateral e medial,mais conhecidas como cotovelo de tenista e cotovelo de golfista.
JOELHO
COLUNA
QUADRIL
MEDICINA DESPORTIVA
PÉ E TORNOZELO
TERAPIA POR ONDAS DE CHOQUE
ColunaA coluna vertebral é dividida em quatro regiões: cervical, torácica, lombar e sacro-coccígea. São 7 vértebras cervicais, 12 torácicas, 5 lombares, 5 sacrais e 4 coccígeas. As principais queixas de dores nas costas em crianças e adolescentes geralmente são causadas por uma escoliose devido ao estirão de crescimento. Em adultos de meia idade, os sintomas relatados são as dores em região cervical e torácica devido a horas de trabalho numa mesma postura em frente a computadores. Já em indivíduos de terceira idade, as queixas geralmente são em região lombar devido as patologias degenerativas como artrose, osteoporose e hérnias discais.
MãoA mão é a parte final de cada extremidade superior, o braço. A grande capacidade de movimentos da mão permitiu ao homem desenvolver a língua dos sinais e se comunicar ou se expressar de diversas formas. Por ser uma articulação muito exigida juntamente com o punho, várias lesões foram se desencadeando ao longo dos anos. As principais lesões são as tendinites e tenossinovites de mão e punho, podem ter diversas etiologias. Doenças reumatológicas, tumores, distúrbios metabólicos e traumas são responsáveis por estas alterações. Quando resultantes de micro traumatismos de repetição ou macro traumas, são consideradas como LER (lesão por esforço repetitivo) que, uma vez identificadas como sendo secundários a esforços realizados no trabalho, são diagnosticadas como DORT (doença oeteo articular relacionada ao trabalho).
QuadrilLorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec fermentum fermentum neque, vel laoreet nunc aliquam sed. Proin aliquam eleifend fermentum. In eget sodales lorem, a vestibulum eros. Maecenas eget lacus quis velit vulputate ullamcorper. Fusce eu mi pulvinar, sodales erat eu, egestas ligula. Duis at diam diam. Donec sed dolor sed neque imperdiet dictum. Pellentesque quis ultrices nibh. Ut auctor lectus sit amet lorem bibendum, ac accumsan diam condimentum. Ut scelerisque arcu vel elit tincidunt venenatis sed vitae felis. Nulla malesuada urna dolor, a convallis lectus consectetur vitae. Morbi sed dolor vehicula, sollicitudin est quis, accumsan felis. In scelerisque lacus ut mauris venenatis, a malesuada dolor vehicula. Cras quis sodales massa. Integer vitae ligula ut erat convallis lacinia. Sed at pellentesque ipsum, a gravida augue. Nunc dapibus odio est, ut tempor dui varius vel. Vestibulum ante ipsum primis in faucibus orci luctus et ultrices posuere cubilia Curae; Fusce pulvinar ipsum at mi euismod ultrices at vitae magna. Cras volutpat lorem at elit pretium, sit amet volutpat leo lacinia. Praesent et arcu elit. Vestibulum blandit venenatis nibh, id viverra nunc vulputate vel. Duis malesuada rhoncus viverra. Praesent rhoncus nibh sagittis, vehicula magna sed, mollis purus. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec eu ullamcorper mi. Proin posuere, nisl id aliquet iaculis, nunc arcu eleifend turpis, eget adipiscing libero libero a arcu. Fusce vel augue eleifend, egestas nibh sit amet, sagittis lectus. Praesent velit est, imperdiet eget aliquet eget, ornare id quam. Cras lacus arcu, vestibulum quis tincidunt et, iaculis viverra massa. Ut posuere nisl non massa pellentesque mattis. Etiam at nulla iaculis, congue elit non, molestie nunc. Ut pretium elit at neque sagittis interdum. Etiam nec metus laoreet, tempor velit in, euismod neque. Donec feugiat erat quis lacus auctor lobortis. In eget malesuada elit. Curabitur lacinia enim et arcu viverra, ut eleifend augue bibendum. Nullam faucibus libero sit amet iaculis interdum. Sed massa enim, malesuada ac neque eget, consectetur fringilla eros. Vestibulum tincidunt nibh ut diam vehicula, scelerisque ultricies tortor consectetur. Aenean facilisis elit a adipiscing suscipit. Vivamus consequat, orci vitae condimentum dignissim, nisi felis luctus urna, et tincidunt sapien odio at lacus. Nulla mollis erat nec leo dignissim lobortis. Sed magna justo, sollicitudin ac pulvinar vel, pretium eu urna. Phasellus bibendum orci in leo vulputate, eget congue nulla volutpat. Fusce a diam et eros aliquet mollis sit amet eu odio. Donec vel lectus tellus. Sed tempus auctor scelerisque. Quisque venenatis elit sed eros aliquet, in elementum diam viverra.
JoelhoA articulação do joelho é uma das articulações mais lesadas no ambiente esportivo, principalmente no futebol. As lesões mais freqüentes são as do ligamento cruzado anterior e a dos Nas mulheres, as causas de dores podem ser por patologias degenerativas, mais conhecidas como artrose. São necessários exames complementares para que se tenha um diagnóstico preciso e um tratamento adequado.
Pé e TornozeloA articulação do tornozelo é sempre muito exigida, pois suporta todo o peso do nosso corpo. Muitos atletas sofrem lesões em tornozelo e pé devido aos treinos intensos, o que sobrecarrega as estruturas músculo-esqueléticas. Várias lesões podem acometer nossos pés, como: neuromas, calosidades, esporão de calcâneo, tendinites e fraturas por estresse. São necessárias informações e orientações para que sejam realizados trabalhos de conscientização da patologia, prevenção e tratamento.
Fisioterapia
Hidroterapia
Fitness
Pilates
Terapia Ocupacional
FisioterapiaÉ uma ciência da saúde que estuda, previne e trata distúrbios de movimentos funcionais intercorrentes em órgãos e sistemas do corpo humano, gerados por alterações genéticas, por traumas e por doenças adquiridas. Age por mecanismos terapêuticos próprios sistematizados pelos estudos desde a fisiologia humana até disciplinas comportamentais e sociais. FISIOTERAPIA ORTOPÉDICA A fisioterapia ortopédica visa tratar disfunções osteomioarticulares e tendíneas resultantes de traumas e suas conseqüências imediatas e tardias, lesões por esforços repetitivos e patologias ortopédicas. São utilizados eletrotermoterapia, cinesioterapia e terapia manual. FISIOTERAPIA NEUROLÓGICA A fisioterapia neurológica atua com base nos conceitos neurofisiológicos obtidos após condutas bem sucedidas, pesquisas e árduo trabalho, direcionando-se o tratamento para a recuperação funcional mais rápida possível para o paciente, seja ele pediátrico, adulto ou geriátrico. FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA Existe várias patologias que acometem o sistema cardio-respiratório, exigindo tratamento clínico específico e reabilitação adequada com os objetivos de melhorar a ventilação, eliminar a secreção, reduzir a dor e dar melhor qualidade de vida aos pacientes. FISIOTERAPIA GERIÁTRICA Este tipo de reabilitação tem como finalidade melhorar a qualidade de vida dos indivíduos a partir da terceira idade, prevenindo e tratando qualquer tipo de lesão ou sintoma referidos por eles. São realizados exercícios que permitem que os indivíduos sejam independentes em suas atividades cotidianas sem que tenham muitas dificuldades e dores. FISIOTERAPIA DESPORTIVA Trata-se da reabilitação de atletas amadores e profissionais buscando restaurar lesões músculo-esqueléticas, atuar na reabilitação pós-cirúrgica e colocá-los de volta à prática esportiva o mais rápido possível, sem riscos de haver recidiva de lesão. FISIOTERAPIA INTEGRADA A SAÚDE DA MULHER Este tipo de fisioterapia desenvolve trabalhos preventivos e reabilitadores nas áreas de oncologia mamária e ginecológica, climatério, gestação e pós parto, visando melhoria nas condições físicas da mulher através de programas personalizados e especializados de acordo com suas necessidades.
Acupuntura
RPG
Academia da 3ª idade
Shiatsu
Drenagem Linfática
RPGReeducação Postural Global é um método francês de tratamento fisioterápico das desarmonias do corpo humano,com uma abordagem corretivo-preventiva. É um tratamento individualizado e progressivo que tem a finalidade de fortalecer e aumentar a flexibilidade muscular de uma maneira global para que se conquiste uma boa postura.
SHIATSUÉ um tipo de massagem que atua reequilibrando a energia vital ( Ki ), que circula através do nosso corpo em canais chamados meridianos. É aplicado com pressão digital ou manual em partes específicas do corpo com objetivo de aliviar dores,promovendo relaxamento e uma sensação de bem-estar geral.
DRENAGEM LINFÁTICAA drenagem linfática tem como principais objetivos, ativar a circulação sanguínea e linfática, desobstruir e ativar o bombeamento dos gânglios linfáticos, eliminar toxinas, aliviar e eliminar os sintomas da TPM ajudando no inchaço. Beneficia pacientes com patologias vasculares, entre elas insuficiência renal crônica, amputação de membros, tromboses venosas profundas e Mastectomia parcial ou total.
ACUPUNTURAÉ uma das técnicas da Medicina Tradicional Chinesa que podemos utilizar nos tratamentos de quadros dolorosos e de distúrbios energéticos. Proporciona excelentes resultados em tratamentos ortopédicos para o alívio das dores, pois estimula a produção de endorfina, melhorando a sensação de bem estar, humor, qualidade de sono e o relaxamento global. Está também indicada para obesidade, tabagismo e depressão.
PILATESO Método Pilates é um programa completo de condicionamento físico e mental numa vasta órbita de exercícios potenciais que visam fortalecer o chamado “Cinturão de Força “. Este cinturão de força é composto de músculos estabilizadores da coluna e mobilizadores das costelas. É um método que trabalha com exercícios musculares de baixo impacto contracional, fortalecendo intensamente a musculatura abdominal. Pode ser feito por indivíduos de qualquer faixa etária e todos os tipos de aptidão motora. Entre os benefícios estão o alívio do estresse, melhora da capacidade de concentração, equilíbrio e coordenação, fortalecimento global da musculatura, melhora da flexibilidade, corrige desvios posturais, previne lesões, reabilitação pós operatória.
HIDROTERAPIAHidroterapia significa toda aplicação externa de água com finalidade terapêutica. Este tipo de reabilitação é determinada pela necessidade específica de cada indivíduo. As atividades realizadas neste ambiente aquecido entre 33 e 35 º C tem como objetivos: alívio da dor, aumento da amplitude dos movimentos, fortalecimento da musculatura, melhora da circulação, relaxamento e melhora do equilíbrio, coordenação e postura. É indicado para pacientes de todas as faixas etárias, gestantes, pacientes neurológicos (AVC, lesados medular, Paralisia Cerebral, Parkinsonianos), pacientes de pré e pós-operatórios ortopédicos entre outros.
FITNESSA expressão fitness significa aptidão física, não relacionando somente à capacidade física, mas também ao aspecto de equilíbrio corporal e espiritual. Na busca de um “corpo perfeito” este significado tem-se vindo a transformar, as pessoas vão para além de praticar uma atividade desportiva vão também em busca de resultados estéticos a qualquer custo. Devemos preocupar-nos em encontrar um equilíbrio entre dedicação e prazer, acreditar na busca de um bem estar para o corpo como um todo, não esquecendo da “saúde mental”, que é o sistema de comando de emoções e ansiedades.
ACADEMIA 3ª IDADEO processo de envelhecimento aumenta  a perda de massa óssea e muscular associada à redução da elasticidade e estabilidade das estruturas do corpo. Ocorre então a diminuição do controle sobre o corpo e seu equilíbrio, aumentando assim o risco de quedas, lesões e fraturas, diminuindo sua autonomia e afetando diretamente sua qualidade de vida. Trabalhos de força muscular realizados na academia produzem um aumento significativo da massa muscular e manutenção da densidade óssea. O fortalecimento muscular é uma ferramenta eficiente para minimizar os efeitos do envelhecimento.
TERAPIA OCUPACIONALO serviço de Terapia Ocupacional é uma profissão da área de saúde que avalia e identifica déficits no desempenho ocupacional relacionados a desordens neurológicas, disfunções físicas e sensoriais, para promover autonomia, independência e integração social. O Terapeuta Ocupacional utiliza atividades humanas, desde as mais simples às mais complexas, para favorecer o desempenho ocupacional e funcional de indivíduos que apresentem quaisquer alterações na realização de atividades de vida diária, como autocuidado, alimentação, higiene, vestuário, decorrentes de atrasos no desenvolvimento neuropsicomotor, disfunções físicas e psicológicas ou que de algum modo estão em situação de risco, possibilitando melhor qualidade de vida. O objetivo é prevenir, promover, manter ou restabelecer a independência funcional nas atividades de vida diária com enfoque na ocupação humana, a qual é importante às pessoas de qualquer idade sendo essas para: •  Diminuir e controlar a progressão da doença; •   Restabelecer e/ou reforçar a capacidade funcional; •   Facilitar a aprendizagem de habilidades e funções essenciais para a adaptação e produtividade; •    Promover e manter a saúde.
Dr. Maurício Morita Sugiyama
Dra Aline Fazzolari Dota
Dr. Thiago Mattar
Dr. Paulo Eduardo Pileggi
Dr. Eduardo Gasparotti
Dra Ana Maria Albuquerque Ribeiro
Dr. Erick Ribeiro Damasceno
Dr. Armando de Carvalho Moreira Filho
Dr. Fernando A. Q. Mattoso Barreto
Dr. Fábio B. Tranchitella
A Clínica Ortopédica Brooklin possui um quadro clínico altamente especializado nas diversas áreas de Ortopedia e Reabilitação.
Dr. Claudio Roberto Martins Xavier
Dr. Fernando José Franzin
Dr. Hilton Vargas Lutfi
Dr. José Dib Lutfi Filho
Dr. José Moussa Chalouhi
Dr. Mauro Caravaggi
Dr. Marcos Martins Soares
Dra Aline Fazzolari DotaFormação: Faculdade de Medicina da USP Residência Médica: 1. Hospital das Clínicas de são Paulo - Ortopedia e Traumatologia 2. Hospital das Clínicas de São Paulo – Medicina Desportiva e Cirurgias do Pé e Tornozelo Especialidades: 1. Ortopedia e Traumatologia – SBOT 2. Cirurgia do Pé e Tornozelo e Medicina Desportiva Sociedade a que pertence: 1. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT)
A Clínica Ortopédica Brooklin Possui um quadro clínico altamente especializado nas diversas áreas de Ortopedia e Reabilitação.
exportar novamente o topo pelo macmini pois aqui em casa deu diferebca na fonte
Dra Ana Maria Albuquerque RibeiroFormação: Faculdade de Medicina Severina Sombra - Vassouras - RJ Especialidade: 1. Associação Médica Brasileira e Colégio Médico de Acupuntura - Acupuntura Tradicional Chinesa Sociedade a que pertence: 1. Associação Médica Brasileira de Acupuntura - (AMBA)
Dr. Armando de Carvalho Moreira FilhoFormação: Escola Paulista de Medicina Residência Médica: 1.Hospital do Servidor Público Estadual Francisco Morato de Oliveira (IAMSPE) Especialidade: Ortopedia e Traumatologia – SBOT Sociedade a que pertence: 1. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT)
Dr. Erick Ribeiro DamascenoFormação : Faculdade de Medicina da UNESP - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Sociedade a que pertence: Membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia - SBOT
Dr. Fábio B. TranchitellaFormação Faculdade de Medicina de Santo Amaro Especialidade Ortopedia e Medicina Desportiva • Docente da Faculdade de Medicina da Universidade de Santo Amaro (UNISA) • Responsável pelo Centro de Medicina do Esporte da Universidade de Santo Amaro e do Hospital Nove de Julho Sociedade a que pertence • Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) • Membro da Sociedade brasileira de Medicina do Esporte (SBME) • Membro da Diretoria da Sociedade Paulista de Medicina Esportiva
Dr. Fernando A. Queiroz Mattoso BarretoFormação: Escola Paulista de Medicina Residência Médica: Escola Paulista de Medicina Estágio Hospital São Paulo (Grupo de Joelho) - Escola paulista de Medicina - UNIFESP Sociedade a que pertence: Membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e traumatologia - SBOT
Dr. Fernando José FranzinFormação: Faculdade de Ciências Médicas de Santos - Fundação Lusíada Residência Médica: Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo – Ortopedia e Traumatologia Especialização: Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Santos – Cirurgia da Coluna Vertebral Especialidades: 1. Ortopedia e Traumatologia - SBOT 2. Cirurgia da Coluna Vertebral - SBC Sociedade a que pertence: 1. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) 2. Sociedade Brasileira de Coluna (SBC)
Dr. Hilton Vargas LutfiFormação: Universidade Metropolitana de Santos – Ciências Médicas Residência: Hospital Geral de Vila Penteado – Ortopedia e Traumatologia Estágio: Grupo de Ombro e Cotovelo do Serviço de Ortopedia e Traumatologia do Hospital do Servidor Público Estadual Francisco Morato de Oliveira Especialidade: Cirurgias do Ombro e Cotovelo - 2011 Sociedades a que pertence: • Membro Certificado da Sociedade Brasileira de Ondas de Choque • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, SBOT • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgiões de Ombro e Cotovelo, SBCOC
Dr. José Dib Lutfi FilhoFormação: Faculdade de Medicina de Marília Residência Médica: 1. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo - Ortopedia e Traumatologia 2. Santa Casa de Misericórdia de São Paulo – Grupo do Pé Especialidades: 1. Ortopedia e Traumatologia 2. Terapia Extracorpórea por Ondas de Choque 3. Cirurgias do Pé e Tornozelo Sociedade a que pertence: 1. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) – Membro Efetivo 2. Sociedade Brasileira de Terapia por Ondas de Choque (SBTOC) 3 . Associação Brasileira de Medicina e Cirurgia do Tornozelo e Pé (ABtpé)
Dr. José Moussa ChalouhiFormação: • Universidade Metropolitana de Santos • Pós Graduação em Cirurgia da Coluna: Santa Casa de Misericórdia de São Paulo • Professor Assistente do grupo de Cirurgia de Coluna do Hosp. Servidor Público Municipal de São Paulo Residência Médica: Ortopedia e Traumatologia Hospitaldo Servidor Público Municipal Especialidade: Ortopedia Geral com especialização em Coluna Sociedade a que pertence: • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT)
Dr. Marcos Martins SoaresFormação: • Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo • Médico da COB desde 1993; • Professor Assistente da Faculdade de Medicina UNISA desde 1994 na Disciplina de Ortopedia – Grupo de Ombro e Cotovelo. • Professor Assistente da Faculdade de Fisioterapia UNISA de 1998-2004. Especialidade: • Ortopedia Geral e Cirurgias do Ombro
Dr. Maurício Morita SugiyamaFormação: Faculdade de Medicina do ABC Residência Médica: Departamento de Ortopedia e Traumatologia da Faculdade do ABC Sociedade a que pertence: • Membro titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia – SBOT Especialidade: Ortopedia Geral e Quadril
Dr. Mauro CaravaggiFormação: Faculdade de Medicina de Santo Amaro Residência Médica: Santa Casa de Misericórdia de São Paulo Especialidade: Ortopedia com especialização em Joelho (Prótese e Reconstrução Ligamentar) Sociedade a que pertence: • Recertificado como Membro Titular da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) • Membro da Sociedade Brasileira de Artroscopia (SBA) • Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgias do Joelho (SBCJ) • Membro da Academia Americana de Ortopedia (AAOS) • Médico do Grupo de Joelho do Hospital do Servidor Público Estadual (IAMSPE)
Dr. Paulo Eduardo PileggiFormação: Faculdade de Ciências Médicas de Santos - Fundação Lusíada Residência Médica: 1. Hospital Estadual do Ipiranga - Ortopedia e Traumatologia 2. Faculdade de Medicina do ABC - Cirurgia do Ombro e Cotovelo Especialidades: 1. Cirurgia do Ombro e Cotovelo 2. Medicina do Esporte e Exercício Sociedade a que pertence: 1. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT) 2. Sociedade Brasileira de Cirurgia do Ombro e Cotovelo (SBCOC) 3. Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte e Exercício (SBMEE) 4. International Society of Arthoscopy, Knne Surgery and Orthopaedic Sports Medicine (ISAKOS)
Dr. Thiago MattarFormação: Universidade Metropolitana de Santos Residência Médica: 1. Hospital Estadual do Ipiranga - Ortopedia e Traumatologia 2. Faculdade de Medicina do ABC - FUABC/FMABC – Cirurgia da Coluna Vertebral Especialidades: . Ortopedia e Traumatologia – SBOT 2. Cirurgia da Coluna Vertebral Sociedade a que pertence: 1. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT)
Av. Interlagos, 2001 – 4º andar Tel: (11) 5631.3613 / 5633.2121        (11) 5633.8111 Horários: Seg. a sex.: 8h às 19h / Sáb.: 7h às 13hFisioterapia Fisioterapia Ortopédica e Neurológica, RPG (Reeducação Postural Global), Acupuntura e Terapia Ocupacional.
Unidade I
Av. Santo Amaro, 5702 Tel.: (11) 5180-2222 Horários: Seg. a sex.: 8h às 19h / Sáb.: 8h às 14hOrtopedia Raio-X, ortopedia geral, medicina esportiva, artroscopia, especialistas de coluna, ombro, cotovelo, mão, quadril, joelho, tornozelo e pé.RPG / Hidroterapia / Acupuntura / Pilates / Terapia Ocupacional Tel.: (11) 5180.2225
Mapa
R. do Estilo Barroco, 476 Tel. (11) 5180-2224 Horários: Seg. a sex.: 7h às 21h / Sáb.: 7h às 13hFisioterapia Fisioterapia Ortopédica, Neurológica, RPG (Reeducação Postural Global), Acupuntura, Hidro (Hidroterapia e Hidroginástica) e Fitness (Musculação, Condicionamento Físico e Academia da Terceira Idade).
Unidade II
Av. Interlagos, 1989 Tel.: (11) 5633-8100 Horários: Seg. a sex.: 8h às 19h / Sáb.: 8h às 14hOrtopedia Raio-X, ortopedia geral, medicina esportiva, artroscopia, especialistas de coluna, ombro, cotovelo, mão, quadril, joelho, tornozelo e pé.
TRABALHE CONOSCO
FALE CONOSCO
esse é email que estava no fale conosoc do aite atual convenios@clinicabrooklin.com.br
PARCEIROS
O manguito rotador
Assista o vídeo sobre essa patologia
O que é a bursite?
O manguito rotatorO manguito rotador é um grupo muscular formado por 4 tendões que envolvem a articulação do ombro e que tem grande importância na estabilidade articular, na força e na mobilidade da cintura escapular. Dependendo do grau e da intensidade do processo inflamatório que acontece nos tendões pode ocorrer a ruptura do manguito rotador do ombro. As principais causas da lesão do manguito rotador são:   1. Degeneração crônica e progressiva dos tendões, podendo estar associado a problemas vasculares e circulatórios locais, com áreas tendineas com pouca irrigação, tal situação é comum em pacientes tabagistas, diabéticos e idosos. 2. Alterações anatômicas individuais, como a formação de um esporão ósseo que progressivamente vai danificando a inserção tendinea, tal situação chamada de Síndrome do Impacto do ombro. 3. Tendinites ou tendinopatias associado a esforços e movimentos repetitivos, comum em pacientes que são trabalhadores braçais. 4. Eventos traumáticos, como quedas, entorses e contusões. Os sintomas mais comuns da lesão do manguito rotador são: 1. Dor no ombro. Podendo ser pior no período noturno, ou durante atividades intensas ou em movimentos acima do nível da cabeça. 2. Dificuldade na movimentação do ombro, podendo esta limitação ser devida ao tamanho da própria lesão ou a dor. 3. Fraqueza muscular.
OMBRO
O que é Tendinite?
O que é bursiteA Bursite é o processo inflamatório da bursa, que é também chamada de bolsa sinovial. As bursas são estruturas que reduzem o atrito entre duas superfícies em movimento. Existem centenas delas no nosso corpo. Quais são as causa das bursites? As principais causas são: 1. Esforço intenso e/ou repetitivo 2. Traumas mecânicos 3. Doenças reumatológicas e metabólicas 4. Processos degenerativos das articulações.
O que é Tendinite?A Tendinite é o processo inflamatório do tendão, que pode estar associado ao excesso de movimentos repetitivos ou ao processo degenerativo do tendão. Quais são as causa da Tendinite e bursites? As principais causas são: 1. Esforço intenso e/ou repetitivo 2. Traumas mecânicos 3. Doenças reumatológicas e metabólicas 4. Processos degenerativos das articulações. Dependendo do grau e da intensidade do processo inflamatório que acontece nos tendões pode ocorrer a ruptura do manguito rotador do ombro.
Spine MED
Cirurgia endoscópica para hérnia de disco lombarConsidera-se cirurgia minimamente invasiva toda a cirurgia com menor agressão aos tecidos do corpo. Menores incisões geram menores cicatrizes e o tempo de recuperação do paciente é reduzido. Uma cirurgia minimamente invasiva caracteriza-se não só por apresentar cortes menores, mas por menor dano interno aos músculos e tecidos adjacentes à incisão e pouco sangramento, assim gerando menor tempo de hospitalização, menor incidência de complicações pós-operatórias, menos dor e recuperação mais rápida. Por estes motivos, a cirurgia minimamente invasiva é uma tendência mundial nas diversas especialidades cirúrgicas da medicina moderna.
Degeneração discal
Cirurgia endoscópica para hérnia de disco lombar
Como escolher o seu colchão
SpineMED®
SpineMED®A SpineMED® foi desenvolvida para atingir segmentos doentes da coluna vertebral e descomprimir os discos intervertebrais promovendo regeneração discal. Sua aplicação tem amplos resultados comprovados por estudos científicos ao redor do mundo. Oferecendo um procedimento mais eficiente e seguro, ter os pacientes mais satisfeitos e obter melhores resultados no tratamento com a Máquina de Descompressão SpineMED®, você estará usufruindo do sistema de descompressão tecnologicamente mais avançado do Mundo. Indicações de tratamentos no sistema de descompressão SpineMED®: Pacientes com dores discogênicas Hérnia de Disco Dor Ciática Radiculopatia de Membro Inferior Radiculopatia de Membro Superior Dor Cervical Dor Lombar Estenose Foraminal Artrose Facetária
Degeneração discalÉ resultado da degeneração dos discos intervertebrais da coluna. Pode ser causado por vários motivos, entre eles o processo natural de envelhecimento. Essa degeneração causa fissuras em seu anel fibroso (o anel que circunda o disco), gerando um abaulamento que pode ser doloroso ou não. Podemos utilizar uma câmara de pneu como exemplo, pois quando ela envelhece perde-se a capacidade de manter a forma normal e forma-se um bolha.
Como escolher o seu colchãoDê preferência ao modelo e tipo que você já possui hábito. Salvo se sua experiência vem sendo ruim. Os três tipos mais comuns são : espuma, mola ou caixa ortopédica. Colchão ortopédico: Todo colchão deve ceder nas devidas proporções às curvaturas do corpo sem que o mesmo afunde como um todo, ou desproporcionalmente. Resumindo: quando deitamos num colchão que tem função ortopédica, seria como se deitássemos num local sem gravidade e o corpo ficasse flutuando, com as curvas de sua anatomia em perfeito estado, sem influência de qualquer força ou pressão. Nos colchões de espuma: Existem tabelas que indicam qual a densidade da espuma de poliuretano ideal para cada biotipo. Diante disto, podemos afirmar que determinado colchão pode ser ortopédico para uma pessoa de 80 kg e 1,80 m, mas não para uma pessoa de 100 kg e 1,80 m. Nos colchões de mola: Existem recursos como as molas bicônicas, que têm resistência progressiva, funcional como um feixe de mola. Ou seja, a resistência do colchão é proporcional ao peso da pessoa. Assim, quanto mais peso se coloca sobre as molas, mais elas trabalham para oferecer uma resistência que estabilize o corpo numa posição confortável, dando total anatomia ao usuário. Nos colchões de caixa ortopédica: Certifique-se que o colchão possua no mínimo 3 cm de espessura na camada de espuma e no máximo 8 cm. Isto fará com que o corpo afunde nas devidas proporções no quadril e ombro e garantirá a anatomia durante o uso. As densidades devem variar entre 26 e 45. Nos colchões de látex: Têm o mesmo princípio da espuma. Dependerá da densidade, porém dificilmente você encontra a tabela de adequação de peso e altura, a qual para o látex é diferente da espuma de poliuretano. Muito rígido: Mantém desviada a coluna e pode machucar os quadris, os ombros e as coxas.Um colchão assim também exige muito dos músculos, quando eles deveriam repousar. Muito macio: Não dá a sustentação necessária para as partes mais pesadas do corpo, como os quadris, os ombros e as coxas. Em vez de moldá-las, ele afunda, desviando a coluna. O melhor colchão: É firme, nem macio nem rígido demais, seja qual for o material do qual é fabricado. Nele, todas as curvas do corpo têm apoio e a coluna fica reta, sem ser forçada. Como dormir? A melhor maneira de dormir é aquela que permita o relaxamento total dos músculos, principalmente as musculaturas das costas, da região lombar, dorsal e cervical, as quais durante todo o dia não têm descanso. Dormir de bruços: pode forçar a lombar e cervical; Barriga para cima: um almofadão embaixo dos joelhos pode evitar lombalgia. O joelho semi-levantado faz encaixar o quadril e compensar a lordose (curvatura da lombar). Utilizar travesseiro baixo ajuda a não forçar a cervical. Posição fetal: é a posição mais recomendada. Esta posição consiste em ficar de lado com as pernas levemente dobradas, o travesseiro deve preencher o espaço entre colchão, ombro e cabeça. Muitasvezes um travesseiro entre os dois joelhos aumenta o conforto nesta posição. Travesseiro? O travesseiro deve funcionar como instrumento de compensação, evitando que o peso da cabeça force a coluna cervical e sua musculatura. Portanto, o material definirá o nível de toque e conforto. Porém, deve-se estar atento para a espessura do travesseiro. Precisa ter a mesma espessura para preencher o espaço entre ombro e cabeça, a fim de não forçar a cervical.
Nome da patologia
COTOVELO
Nome da patologiaLorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec fermentum fermentum neque, vel laoreet nunc aliquam sed. Proin aliquam eleifend fermentum. In eget sodales lorem, a vestibulum eros. Maecenas eget lacus quis velit vulputate ullamcorper. Fusce eu mi pulvinar, sodales erat eu, egestas ligula. Duis at diam diam. Donec sed dolor sed neque imperdiet dictum. Pellentesque quis ultrices nibh. Ut auctor lectus sit amet lorem bibendum, ac accumsan diam condimentum. Ut scelerisque arcu vel elit tincidunt venenatis sed vitae felis. Nulla malesuada urna dolor, a convallis lectus consectetur vitae. Morbi sed dolor vehicula, sollicitudin est quis, accumsan felis. In scelerisque lacus ut mauris venenatis, a malesuada dolor vehicula. Cras quis sodales massa. Integer vitae ligula ut erat convallis lacinia. Sed at pellentesque ipsum, a gravida augue. Nunc dapibus odio est, ut tempor dui varius vel. Vestibulum ante ipsum primis in faucibus orci luctus et ultrices posuere cubilia Curae; Fusce pulvinar ipsum at mi euismod ultrices at vitae magna. Cras volutpat lorem at elit pretium, sit amet volutpat leo lacinia. Praesent et arcu elit. Vestibulum blandit venenatis nibh, id viverra nunc vulputate vel. Duis malesuada rhoncus viverra. Praesent rhoncus nibh sagittis, vehicula magna sed, mollis purus. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Donec eu ullamcorper mi. Proin posuere, nisl id aliquet iaculis, nunc arcu eleifend turpis, eget adipiscing libero libero a arcu. Fusce vel augue eleifend, egestas nibh sit amet, sagittis lectus. Praesent velit est, imperdiet eget aliquet eget, ornare id quam. Cras lacus arcu, vestibulum quis tincidunt et, iaculis viverra massa. Ut posuere nisl non massa pellentesque mattis. Etiam at nulla iaculis, congue elit non, molestie nunc. Ut pretium elit at neque sagittis interdum. Etiam nec metus laoreet, tempor velit in, euismod neque. Donec feugiat erat quis lacus auctor lobortis. In eget malesuada elit. Curabitur lacinia enim et arcu viverra, ut eleifend augue bibendum. Nullam faucibus libero sit amet iaculis interdum. Sed massa enim, malesuada ac neque eget, consectetur fringilla eros. Vestibulum tincidunt nibh ut diam vehicula, scelerisque ultricies tortor consectetur. Aenean facilisis elit a adipiscing suscipit. Vivamus consequat, orci vitae condimentum dignissim, nisi felis luctus urna, et tincidunt sapien odio at lacus. Nulla mollis erat nec leo dignissim lobortis. Sed magna justo, sollicitudin ac pulvinar vel, pretium eu urna. Phasellus bibendum orci in leo vulputate, eget congue nulla volutpat. Fusce a diam et eros aliquet mollis sit amet eu odio. Donec vel lectus tellus. Sed tempus auctor scelerisque. Quisque venenatis elit sed eros aliquet, in elementum diam viverra.
TORNOZELO
Terapia por ondas de choque (TOC)Durante a 2ª Guerra Mundial, nadadores que foram expostos às explosões de bombas apresentavam-se intactos externamente, porém, em seus tecidos internos apareciam sinais de regeneração celular ou leve trauma, o que foi atribuído às ondas de choque propagados dentro da água desencadeados por tais explosões. No início dos anos 80 a Terapia de Ondas de Choque Extracorpórea começou a ser usada na Urologia para o tratamento de cálculos renais num procedimento chamado Litotripsia (quebra de pedra). Em 1990 foi verificado que este método também era eficaz em Patologias Ortopédicas, cujo sistema buscava estimular o processo de cura biológica em tendões, tecidos circunvizinhos e ossos, em benefício de tratamentos de inflamações crônicas dos tendões, calcificações no ponto de inserção dos músculos ou tendões e fraturas com retardo ou não da união óssea. Podem ser tratados os casos de: • Fasceíte Plantar com ou sem esporão • FPseudoartrose (Fraturas não consolidadas) • FSíndrome do Manguito Rotador • FBursites Trocantéricas • FOmbro Congelado • FEpicondilite lateral no Cotovelo • FTendinites no Quadril e Joelhos Não é recomendado quando: • Há presença de tumor ósseo; • Há presença de alterações no metabolismo ósseo; • Em casos de alterações nervosas ou circulatórias; • Em gestantes; • Sobre a placa de crescimento ósseo; • Em órgãos do corpo que apresentem gás ou ar (como o pulmão). O tratamento não é invasivo, não há sangramentos, e é realizado em regime ambulatorial em três sessões, com duração média de 30 minutos cada sessão, conforme indicação clínica.
Dr. Claudio Roberto Martins XavierFormação: Faculdade de Medicina do ABC – 1989 Residência: 1.Ortopedia e Traumatologia - Hospital do Servidor Público Estadual – SP - IAMSPE – 1992 2.Cirurgia da Mão – Hospital do Servidor Público estadual – SP – IAMSPE Títulos: Especialista em Ortopedia e Traumatologia – SBOT e AMB Especialista em Cirurgia da Mão – AMB e ABCM Sociedade a que pertence: Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT)
Dr. Eduardo GasparottiFormação: Faculdade de Medicina do ABC Residência Médica: Ortopedia da Disciplina das Doenças do Aparelho Locomotor da FMABC Especialidades: Ortopedia e Traumatologia – SBOT Título de Especialista em Ortopedia e Traumatologia – SBOT/AMB Cirurgias da Mão - FMABC Sociedade a que pertence: 1. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT)
Medicina DesportivaNos últimos anos, pessoas de todas as idades têm dado maior atenção às orientações médicas sobre os benefícios que o exercício físico pode trazer à saúde. Mas, para muitos atletas – profissionais ou amadores – levar uma vida ativa pode também ter seu preço: Lesões. Essas lesões, como resultado de esporte ou exercício, são bastante comuns. Em algumas situações, as lesões esportivas ocorrem como conseqüência de um acidente, práticas incorretas de treinamento ou falta de condição física adequada. Adicionalmente, não realizar o aquecimento ou não alongar o suficiente antes de um jogo ou exercício pode também causar uma lesão. As lesões podem também ocorrer devido a determinadas alterações estruturais do corpo, que podem causar maior estiramento em algumas partes do que em outras. Podem também ser conseqüência do enfraquecimento dos músculos, tendões ou ligamentos. O desgaste crônico é a causa da maioria dessas lesões, quando os movimentos repetitivos afetam os tecidos suscetíveis. Técnicas incorretas de treinamento são a principal causa de lesões dos músculos ou juntas. Em geral, a pessoa não se recupera de forma adequada após um período de treinamento ou não interrompe o exercício de imediato quando ocorre a dor. São necessários mais que dois dias para que as fibras musculares prejudicadas se curem e substituam o glicogênio após o exercício intenso. As lesões esportivas mais comuns são: * Distensões * Lesões nos joelhos * Inchaço muscular * Lesões no tendão de Aquiles * Dor na tíbia * Fraturas * Deslocamento